EXERCÍCIO PARA EQUILIBRAR A VIDA

Atualizado: 24 de out. de 2021

Você está em equilíbrio ou em desequilíbrio consigo? Para o Ayurveda, saúde é sinônimo de equilíbrio de aspectos intrínsecos e extrínsecos ao nosso ser. Trazemos para você um exercício rápido e simples que pode ajudá-lo a examinar alguns pontos de sua vida.


Segundo o Ayurveda gozamos de boa saúde quando equilibramos forças bioenergética, fogo digestivo forte, tecidos corporais nutridos, processos corporais regulados, mente calma, emoções equilibradas e sentidos apurados. A partir disso, conseguimos entender que ser saudável vai muito além do que meramente ausência de doenças, porque envolve o pleno-estar físico, mas também o mental e social.


Um bom começo para este exercício é fortalecer nossa ligação com o fluxo da vida e buscarmos sintonia com os ciclos da natureza, sejam eles: os ciclos da própria vida, das estações do ano, do dia, da lua, etc. A natureza é nosso maior mestre, basta olharmos ao redor para vermos como as plantas e os animais vivem-na em harmonia. Que tal conhecer melhor a si mesmo e compreender quais são os pontos da sua vida que estão em desequilíbrio e colocá-los novamente em concordância consigo, evitando desta forma que se manifestem em problemas de saúde futuros?


Trazemos abaixo um exercício simples e rápido que nos permite de forma generalizada observar o equilíbrio de alguns pontos da nossa vida. Para fazer este exercício é muito fácil, primeiramente sugerimos que imprima a imagem abaixo, depois escolha um momento em que esteja tranquilo e, em um ambiente calmo, avalie atentamente cada um dos 10 itens e marque em cada quadrante (“fatia de piza”) onde se sinta localizado de acordo a sua dedicação em cada um dos assuntos – considere que quanto mais afastado do centro da imagem, maior é a tua dedicação neste tema, por fim uma os pontos e veja como ficou o a sua figura. Quanto maior e mais próximo de um círculo simétrico, maior o teu equilíbrio, os pontos em que se desviam mais ao centro são indicadores de desequilíbrio, ou seja, são pontos em que você precisa direcionar mais a atenção e trabalhá-los com mais afinco. Faça periodicamente esse exercício sempre que sentir necessidade em voltar a tua atenção ao teu equilíbrio.


Cada item pode ser compreendido de inúmeras maneiras tendo em consideração que é muito particular a forma como cada um os interpreta. A quem sentir necessidade, abaixo apresentaremos para cada um dos itens algumas breves conceituações afim de facilitar a execução do exercício. Atenção que os conceitos que apresentaremos a seguir advém da nossa conceção sobre o exercício, o leitor não precisa necessariamente concordar com elas, e pode a partir de cada tema estabelecer a sua própria definição.

Círculo do equilíbrio. FONTE: NETO, Joaquim. 2020.


Espiritualidade: não tem nada haver com religião, embora esta possa cá vir a fazer algum contributo. Em linhas gerais, espiritualidade cá tem haver com a dedicação que dá ao seu próprio espírito, aquele que encarna e desencarna em vidas, e a conexão deste com a força maior em que acredita (denominada por você como Deus, o Universo, a Natureza, o Divino, etc – como preferir. Aqui decidimos denomina-la como a nossa Fonte, ou simplesmente Fonte). À vista disso, como está a dedicação com o seu próprio eu interno? Dedica-se tempo a ouvir-te? A entender-te? A alinhar-te com amor e harmonia com a força maior em que crê? Orações, meditações e pranayamas podem contribuir nesse processo.


Alimentação: No Ayurveda uma alimentação saudável é fundamental para fortalecer e manter nossa saúde. Vários pontos são importantes e devem ser levados em consideração para esse equilíbrio, tais como: fortalecer nosso agni (fogo digestivo), a escolha por alimentos, especialmente os ditos pelo Ayurveda como sátvicos (legumes, frutas, cereais, alimentos frescos, adoçantes naturais, especiarias, frutos secos, sementes, etc), mas também fatores extrínsecos tais como: os horários ideais para se fazer as refeições; a sazonalidade, qualidade, frescor e procedência dos alimentos; a quantidade ideal de consumo ao teu biótipo; a forma como escolhe, prepara e combina os elementos da refeição; a sua energia e a do ambiente à sua volta no momento de preparar ou consumir os alimentos, entre outras. Sendo assim, lhe perguntamos: Tem se alimentado de forma correta, equilibrada e condizente com suas necessidades? Compreender seu(s) Dosha(s), suas necessidades e colocá-las em prática podem auxiliar nesse quesito - para descobrir qual é o seu Dosha clique aqui.


Atividade física: o exercício regular pode aumentar sua força, resistência e imunidade. Nossos corpos foram concebidos para o movimento que, conforme o Ayurveda, é primordial para nossa vitalidade, contudo, somos diferentes em forma e estrutura corporal, portanto, os exercícios também são diferentes e devem ser adequados para cada um. Tem praticado alguma atividade física? Do contrário, movimente-se.


Self-moment (momentos para si): Costuma tirar um momento para estar somente consigo? Para cuidar de si? A sua presença deve ser a sua melhor companhia. Para trabalhar este item recomendamos que tire um dia na semana para si e aproveite para “namorar” consigo, fazendo qualquer coisa que goste, como por exemplo: ir ao cinema, dar um passeio ao parque, ler um livro, dançar, fazer uma automassagem, viajar, cuidar do seu corpo, rosto, cabelo, enfim, encontre formas e momentos de estar sozinho e dedicar um tempo exclusivamente ao seu cuidado. Além de ser muito saudável, estes momentos ajudam a quebrar a dependência emocional e física que muitas pessoas possuem e que lhes deixam reféns da presença do outro para se sentirem bem.


Saúde: Como vimos, o conceito de saúde envolve muitas outras questões além da ausência de enfermidades, transcende ao estado físico, emocional e mental. Contudo, cá neste exercício considere a saúde como as manifestações do corpo em seu estado físico, tais como: Tem tido resfriados, alergias ou gripes recorrentes? Sente depressão? Dores de cabeça, enxaquecas? Eventuais problemas gastrointestinais? Etc. Se sente, ou sentiu recentemente algum problema na saúde física, que tal voltar a atenção aos problemas e tentar identificar a causa? Muitas vezes pode ser da própria alimentação, emocional ou psicológico. Procure sempre ajuda de um médico profissional, mas faça também a sua parte no processo de tentar identificar a fonte deste desequilíbrio. Sinta e conecte-se mais com o seu próprio corpo.


Vida social: Passar um tempo com as pessoas que lhes são queridas faz bem a mente, ao coração e fortalece as relações que lhe são importantes, esteja presente na vida das pessoas que te cerca, sejam eles família, amigos, colegas, ou qualquer outra pessoa que lhe faça sentir bem em estar junto. Com a correria do dia-a-dia, às vezes uma ligação, videochamada, ou até mesmo uma mensagem já significa algo neste quesito; claro que sempre que possível tente fazê-lo de forma presencial porque a energia que nos liga se torna ainda mais forte.


Lazer: Tem se dedicado a qualquer outra atividade que não seja casa ou trabalho? Levar o corpo e/ou a mente a qualquer outra atividade além destas é necessário a saúde de ambos. Para ter um momento de lazer não necessariamente precisa gastar dinheiro, pode ser uma caminhada na natureza, fazer um pequi-nique em um local lhe é agradável, ler um livro, desenhar, pintar, dançar ou se descontrair de qualquer outra maneira, seja sozinho ou quem lhe apetecer.


Carreira: Compreenda este tópico não como a intensidade ou maneira em que tem se dedicado ao teu trabalho. Veja a carreira como uma atividade profissional condizente ao seu propósito de vida, ao que sonha e almeja, que te faça sentir-se completo, bem e feliz em desempenhar. Se está a trabalhar mas ainda não está a seguir a tua carreira, comece a direcionar o seu caminho a atingi-la. Traçar bem seu projeto de vida (tópico também deste exercício) já é um começo, ainda que em passos pequenos é importante trabalhar este ponto. Estar alinhado com tua carreira ajuda a manter-te equilibrado.


Projetos de vida: Traçar planos e projetos para a vida é um exercício interessante porque te permite identificar onde se encontra no momento presente, visualizar de modo panorâmico a sua vida, e a partir daí, idealizar o caminho que gostaria de seguir de acordo com o seu propósito. Trace seus planos, projete-os e emane-os à essa “Força Maior” em que acreditas, mas depois esqueça-os, confie e deixe esta Força Maior trabalhar por si. Não devemos prender nossa mente e pensamentos em nenhuma circunstância do passado nem do futuro porque não os temos sob controle e ambos podem trazer muitas frustrações ao ego. Traz sempre tua mente para “o agora” - o momento presente.


Doar amor: Ao levarmos em consideração que viemos todos da mesma “Fonte de vida”, deixarmos nosso ego e individualidade de lado e tomarmos consciência de que somos todos parte de um “Todo”, logo, qualquer pessoa na face desse planeta também é parte de si. Do mesmo modo, se pensarmos que a essência e a razão desta a Fonte da vida seja o amor, o que tem feito ao próximo? O que tem feito às pessoas que lhe rodeia? Tem se dedicado ao outro? Caso considere que não esteja a trabalhar neste quesito, coloque-o em prática. Podes fazê-lo em pequenos gestos, tais como simplesmente ouvir ou dar atenção a alguém que precise ser ouvido, olhar com carinho e com sorriso às pessoas a sua volta, dedicar um tempo a alguém que precise de algum cuidado, entre tantas outras formas.


Sugerimos que fixe essa imagem em algum local que possa vê-lo com frequência e que sempre que sentir a necessidade o refaça. Esperamos seja uma ferramenta útil ao alinhamento e equilíbrio do seu ser.



Namasté,


Ayurveda Essentials

26 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo